Invocação Do Mal

Invocação Do Mal

12 Aug 2013 21:51 por DoutorTerror comentário(s) 5
9128813597_0eb2743771_z.jpg

ATENÇÃO! NOTA IMPORTANTE!
O Terrorama mudou de endereço. Para ver ter acesso a novas matérias e notícias, visite a nossa nova página em www.terrorama.net. Este site não será mais atualizado.

Invocação do Mal é a coqueluche do momento. O filme do diretor James Wan, o mesmo de Sobrenatural, conta com Vera Farmiga e Patrick Wilson nos papéis de Lorraine e Ed Warren, para contar história do que aconteceu com a família Perron em 1970, quando foram vítimas de um espírito violento assim que se mudaram para a sua nova casa. O filme vem quebrando recordes atrás de recordes e logo em seu primeiro final de semana mostrou toda a sua força. É claro que fomos conferir.

Sobre o Filme

Carolyn (Lili Taylor) e Roger Perron (Ron Livingston) se mudam para uma antiga fazenda em ruínas em Harrisville, Rhode Island, com suas cinco filhas. Durante o primeiro dia, o cão se recusa a entrar na casa e uma das filhas encontra uma entrada escondida para um tipo de adega.

Na manhã seguinte, Carolyn acorda com uma contusão misteriosa e ao longo dos próximos dias, várias ocorrências estranhas começam a ocorrer. Uma bela noite, enquanto Roger está fora, na Flórida, Carolyn fica trancada no porão, enquanto um espírito que se parece com uma mulher idosa ataca uma de suas filhas.

Carolyn entra em contato com os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren buscando por ajuda. O casal conduz então uma investigação inicial e conclui que a casa exige um exorcismo, entretanto isso não pode ser feito sem mais provas e nem sem a devida autorização da Igreja Católica.

Ao pesquisar a história da casa, Ed e Lorraine descobrem que a casa pertencia a uma bruxa. Bate-Sheba, acusada de sacrificar seus filhos em nome do diabo e que ao se matar amaldiçoou a todos os que viessem viver em suas terras.

A Avaliação

Invocação do Mal já começa de um ponto que a meu ver é bastante complicado: o tema. Filmes de assombração e de possessão demoníaca navegam em uma região sem novidades há muito, mas muito tempo mesmo. Desde 1973, quando O Exorcista foi lançado, já saíram tantos filmes, que é praticamente impossível alguém alegar que está inovando em algum sentido e realmente mostrar na prática que fez algo de novo.

Alguns conseguem, mas apenas em poucos detalhes, como O Exorcismo de Emily Rose que ditou a nova regra para pessoas possuídas, que fazem um cursinho relâmpago e se tornam experts em contorcionísmo da noite pro dia. Recentemente, as últimas tentativas que tem funcionado um pouco mais, são as que aderiram à moda do found-footage. Mas mesmo assim, o estilo já está mais do que manjado e, se bobear, tem mais clichês do que qualquer outra coisa. E com Invocação do Mal não é diferente.

Em Invocação do Mal , James Wan novamente dividiu o filme em fases bem distintas, exatamente da mesma forma como fez em Sobrenatural (Insidious). Não sei se ele acha que isso realmente funciona e tentou repetir a fórmula, ou se somente tentou criar uma maneira de manter o espectador ligado o tempo todo. De um jeito ou de outro, simplesmente não funciona e vou explicar o porquê.

A primeira parte do filme trata da apresentação dos personagens e é óbvio que foca muito mais nos poderes e conhecimentos dos Warren. Nesse ponto vale lembrar que o filme foi contado a partir do ponto de vista de Lorraine Warren, sobre o que realmente aconteceu na casa. Logo até um esquilo vai perceber que aos seus personagens foram dados valores muito acima do que tiveram na vida real.

A segunda fase trata mais da assombração da família Perron, especialmente a de Carolyn, que como na história verdadeira, é o principal alvo das mazelas que atingem a família. Na verdade, nesta fase o filme parece que foi feito seguindo à risca o manual de clichês obrigatórios para filmes de assombração. Cachorro que surta, jogo de esconde-esconde, colcha sendo puxada, pássaros se chocando contra a casa, caixinha de música sinistra, portas batendo violentamente… É só escolher.

Não vou negar que mesmo com o desfile de clichês, o filme consegue ser tenso em vários momentos. Mas os sustos são raros! E mesmo que não fossem, não tem como não desanimar diante de tantos clichês. A tensão sobe, você se prepara e… “Ah Não!! Mais um clichê?!” O grande problema é que tudo isso ainda é intercalado com cenas de momentos pessoais dos Warren, envolvendo sua filha e as repercussões de um outro caso que investigam logo no começo do filme. Aí você vai pensar: “Isso vai ser importante lá na frente!”… Só que não! Só servem mesmo para quebrar o ritmo da narrativa.

A terceira fase foca na possessão e obviamente na conclusão da história, sempre feita de uma forma que possa haver uma continuação. É aqui que o filme se supera (sarcasmo). De um momento pra outro a impressão que se tem é a de que estamos vendo um filme completamente diferente, mas o ritmo na inserção dos clichês não muda. A cena da possessão é o ponto alto do filme e tudo é tão bem feito que não há o que reclamar. Os efeitos são bons assim como as atuações. Mas infelizmente até hoje não vi um filme de possessão demoníaca, que não terminasse como algum tipo de propaganda católica (A Possessão não conta, pô!). E Invocação do Mal consegue ser pior, por que a propaganda além de religiosa, também tenta te vender os Warren como algo absurdamente fora do normal. A própria conclusão do filme deixa isso bem evidente.

Ao final a sensação que fica é de que acaba-se de assistir ao piloto de uma série com um orçamento gigantesco. Onde há uma trama central cheia de clichês, várias pequenas sub-tramas que vão e vêm sem mudar absolutamente nada e uma conclusão cujo o único interesse é te manter interessado no próximo episódio.

Conclusão

Apesar de tudo, Invocação do Mal não é um filme ruim. Mas também não chega nem de perto o filme espetacular que está sendo vendido! Talvez os mais impressionáveis, ou que não tenham visto muitos filmes do gênero o julguem formidável. Mas infelizmente é algo que simplesmente se assiste e se esquece, porque não passa de uma coletânea de tudo que já vimos antes inúmeras vezes.

TERROZÔMETRO:

skulz_30.png
skulz_sub_27_27.png
invocac%25CC%25A7a%25CC%2583o%2520do%2520mal.jpg

Invocação do Mal

Baseado em uma história real, o longa se passa em uma casa mal-assombrada, para onde a família Perron se muda, liderada por Lili Taylor e Ron Livingston. Quando fica claro que uma entidade obscura os está perseguindo, eles chamam os investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren (Patrick Wilson e Vera Farmiga) para ajudar.

Notícias Relacionadas

Posters

9576920123_44495872dd_c.jpg
transparency.gif

A Pata do Macaco
04 Sep 2013 19:20

8808007775_d06a205e19_o.jpg
transparency.gif

Silent Hill: Revelação 3D
24 May 2013 22:36

8909601711_5e578bb71e_o.jpg
transparency.gif

Absence
01 Jun 2013 07:57

WWZ_poster1.jpg
transparency.gif

Guerra Mundial Z
25 Mar 2013 02:11

11326750475_0e395b4dde_z.jpg
transparency.gif

Voodoo Possession
11 Dec 2013 18:01

dark-skies_poster05.jpg
transparency.gif

Os Escolhidos
28 Mar 2013 22:56


Comentários

Adicionar um Novo Comentário
ou Entrar como usuário do Wikidot
(não será publicado)
- +
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License